Segunda-feira, 23 de Outubro de 2006

Fernando Pessoa

Adoro ler Alberto Caeiro

*

É talvez o último dia da minha vida.
  

É talvez o último dia da minha vida.
Saudei o Sol, levantando a mão direita,
Mas não o saudei, dizendo-lhe adeus,
Fiz sinal de gostar de o ver antes: mais nada.

                                   Alberto Caeiro

                                                       

 Este de Ricardo Reis, escrevi uma vez a um rapaz por quem me sentia muito apaixonada, só troquei o nome Lidia por ***** , ele adorou, hoje sinto-me envergonhada por isso, mas continuo a adorar este poema

Vem sentar-te comigo Lídia, à beira do rio.

Vem sentar-te comigo Lídia, à beira do rio.
Sossegadamente fitemos o seu curso e aprendamos
Que a vida passa, e nao estamos de maos enlaçadas.
                  (Enlacemos as maos.)

Depois pensemos, crianças adultas, que a vida
Passa e nao fica, nada deixa e nunca regressa,
Vai para um mar muito longe, para ao pé do Fado,
                  Mais longe que os deuses.

Desenlacemos as maos, porque nao vale a pena cansarmo-nos.
Quer gozemos, quer nao gozemos, passamos como o rio.
Mais vale saber passar silenciosamente
                  E sem desassosegos grandes.

Sem amores, nem ódios, nem paixoes que levantam a voz,
Nem invejas que dao movimento demais aos olhos,
Nem cuidados, porque se os tivesse o rio sempre correria,
                   E sempre iria ter ao mar.

Amemo-nos tranquilamente, pensando que podiamos,
Se quiséssemos, trocar beijos e abraços e carícias,
Mas que mais vale estarmos sentados ao pé um do outro
                   Ouvindo correr o rio e vendo-o.

Colhamos flores, pega tu nelas e deixa-as
No colo, e que o seu perfume suavize o momento -
Este momento em que sossegadamente nao cremos em nada,
                   Pagaos inocentes da decadencia.

Ao menos, se for sombra antes, lembrar-te-as de mim depois
sem que a minha lembrança te arda ou te fira ou te mova,
Porque nunca enlaçamos as maos, nem nos beijamos
                    Nem fomos mais do que crianças.

E se antes do que eu levares o óbolo ao barqueiro sombrio,
Eu nada terei que sofrer ao lembrar-me de ti.
Ser-me-ás suave à memória lembrando-te assim - à beira-rio,
                    Pagã triste e com flores no regaço.

                                           Ricardo Reis
publicado por Sancha às 09:51

link do post | comentar | favorito
|

*Música que gosto




MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com



:

Sancha


Blog do Jaime

*posts recentes

* Gatos, gatos a mais...

* Saudades

* Fim de semana XXL

* Estamos em crise...nem to...

* Hoje assinei algumas peti...

* Filhote meu tesouro...

* Sempre lutar e acreditar

* Lutas judiciais

* Adaptação

* Os meus dias

* Novidades

* Expectativas

* Domingos...dias de descan...

* Filhos...

* Respeito pelos animais

* Fomeca

* Palavras de vida

* Frio e coragem

* Alertas e significados

* Amor...que mais?? (Prepa...

* De pequenino....

* Thanks

* 2010

* Natal...

* Gemeos ...

* Os animais não têm inteli...

* Fim-de-semana

* Revolta minha...

* Velhice?

* A gripe em minha casa a r...

*arquivos

* Julho 2010

* Junho 2010

* Maio 2010

* Abril 2010

* Março 2010

* Fevereiro 2010

* Janeiro 2010

* Dezembro 2009

* Novembro 2009

* Outubro 2009

* Setembro 2009

* Agosto 2009

* Julho 2009

* Junho 2009

* Maio 2009

* Abril 2009

* Março 2009

* Fevereiro 2009

* Janeiro 2009

* Dezembro 2008

* Novembro 2008

* Outubro 2008

* Setembro 2008

* Agosto 2008

* Julho 2008

* Junho 2008

* Maio 2008

* Abril 2008

* Março 2008

* Fevereiro 2008

* Janeiro 2008

* Dezembro 2007

* Novembro 2007

* Setembro 2007

* Agosto 2007

* Julho 2007

* Junho 2007

* Maio 2007

* Abril 2007

* Março 2007

* Fevereiro 2007

* Janeiro 2007

* Dezembro 2006

* Novembro 2006

* Outubro 2006

* Setembro 2006

* Agosto 2006

* Julho 2006

* Junho 2006

* Maio 2006

* Abril 2006

* Março 2006

* Fevereiro 2006

*links

*Meu e-mail

=" e-mail não aparece publicado

*Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
Locations of visitors to this page

*pesquisar

 

*mais sobre mim

*subscrever feeds